terça-feira, 19 de agosto de 2014

A Pequena Garota Sorriso - Parte XII

~Continuação~

-No sábado, a madrasta de Jesamine veio com um mini caminhão para entregar as coisas de sua casinha. Tinham muito trabalho, pois tirando a cama que era dela, o fogão que era da casa, todos os outros itens eram emprestados. Jesamine com muita tristelegria arrumou suas roupas, e foi rumo à seu novo lar. Novamente. Quando ela chegou, seu pai, e sua irmãzinha de três anos a saudaram enquanto a mais novinha estava dormindo.
Enrico: (Pai de Jesamine) Você não sabe quanta falta você me fez, minha filha.
Jesamine: Eu também, papai. Senti muita falta do senhor.
Sheila: (Irmã pequena de Jesamine) Hahahaha. Ela fala ''Papai''. Ele é o meu papai. Quem é você?
Enrico: Sheia, eu sempre te disse que voce tinha uma irmã linda e grandona...Ela também é minha filha. Agora em diante, ela estará aqui conosco todos os dias!
Sheila: Obaaa! Eu vou ter alguém para brincar comigo! Pois a Bia (a irmã neném) é muito chata!
-O pai de Jesamine mostrou onde seria o seu quarto. Todo branquinho a sua espera, e com o espelho que sua mãe deixara, Jesamine se emocionou quando entrou.
Enrico: Eu te amo, minha filha. Prometo que não vou mais te aborrecer. Afinal, você já é maior que seu velho pai.
Jesamine sorri!
Enrico: Vou te deixar sozinha para arrumar tudo do seu jeitinho.
Sheila: Papai, como é mesmo o nome dela?
Jesamine: Sheila, o meu nome é Jesamine! Você pode me chamar de Jesa, Mine...
Sheila: Que nome feio!
Jesamine começa a se irritar, quando seu pai puxa a garotinha para fora.
Sheila: (grita) Mine, eu vou voltar... Vou te mostrar minhas bonecas e minha casa! Você vai me amar! Ah, às 15h vamos ver Peppa Pig!
-Jesamine deita em sua nova cama, e chora... Logo liga seu computador e faz contato em grupo com a Isabella e Lunna:

-Jesamine dá mais uma olhada nas novidades, e a Janela pisca. Ai se iniciava uma conversa com Luís Otávio:
Gente, deu erro aqui. Está com falhas! Tentei arrumar, mas não deu ! :(

-À noite, saiu a nova família de Jesamine para comer numa pizzaria perto. Sheia gritava que queria vários sabores. A neném chorava pois estava faminta, e Mirian nem ligava para pobrezinha, pois estava distraída com a conversa com seu marido e suas amigas.
Sobrou Jesamine. Cabisbaixa, e enrolada, pois há anos ela não sabia como agir num grupo familiar. Então pegou seu celular, e jogou jogos. Logo serviram a pizza. Após comerem, Jesamine pediu licença e foi tomar um vento.
Sheila: Ei, mamãe! Onde ela vai? É noite. E ela não pode sair sozinha?
Mirian: Ela já pode sair, sim, xexe.
Sheila: Por que?
Mirian: Que tal pedirmos bolo de chocolate?
Sheila: Acho ótimo.
Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaai!
Enrico: Diga filhotinha!
Sheila: Por que a Jesamine pode ficar lá fora sozinha? Eu também quero ir!
Jesamine: Sheila, quando você tiver minha idade também poderá. Então fique ai, quietinha. Se não eu não volto e não brinco com você.
-Enrico e Mirian ficam olhando a menina... admirado, pois Sheila ficara quieta!
Jesamine sentou no meio fio, e ficou contando as estrelas. Coincidência ou destino? Não sei. Mas esfriando a cabeça estava também Luís Otávio. Jesamine abaixou a cabeça quando viu que o menino estava vindo. Mas não resistiu, e deu um 'oi' para ele.
Jesamine: Luíísss! Boa noite!
Luís Otávio: Veja quem está aqui! (Sentou-se ao lado dela)
Jesamine: O que o mocinho está fazendo na rua essas horas?
Luís Otávio: Hum, você não me responderia. Mas como eu sou um bom menino eu vou falar! Lá em casa estava estacionada uma nuvem negra. Sabe, gritaria de criança, avós com televisão super alta, pai e mãe que nem dão a minima.... Resolvi esfriar minha mente. E você aqui foi a melhor coisa que poderia ter acontecido.
-Jesamine ficou muito sem graça! Sorriu, mas pro outro lado para não perceber.
Luís Otávio: Você viu a última mensagem que te mandei? O que tem a dizer?
Jesamine: O que eu tenho a dizer sobre um simples 'tchau, beijos'?
Luís Otávio: Creio que não chegou. Vergonha não é comigo. Espera um minuto... Vou pegar um sorvete! Quer?
Jesamine: Não, não!
Luís Otávio: Não saia dai, moça!
Jesamine: Eu tenho que sair. Minha nova família está ali! Não sei se você percebeu!
Luís Otávio: Ah, é mesmo! Espere!
-Luís Otávio foi até a mesa da família de Jesamine cumprimentando todos com um boa noite.
Mirian: Deixa eu apresentar você, Luís! Este é Luís Otávio, meu aluno!
Sheila: Por que ele está aqui?
Enrico: Não seja inconveniente, filha.
Luís Otávio: Bem, eu estou conversando com a filha de vocês, ali fora. Somos amigos! Já ela volta!
Sheila: Amigos dão beijo mamae?
Luís Otávio: Ainda não, bonitinha. Com licença!
-O menino voltou com um sorvete na mão, muito confortável ao lado de Jesamine.
Jesamine: Olha, Luís, eu vou entrar! Quero comer o bolo que a Sheila pediu!
-Luís Otávio puxa-a pelos braços...
Ei, ei, ei! Eu não terminei! (Olhando fixamente em seus olhos) e ela desviando.
Luís Otávio: Sem desviar o olhar, ouça o que eu tenho para te falar. Nós nos conhecemos por um acaso... E pouco a pouco fomos nos unindo. Mas mesmo estes dias sem nós termos nos falado, você não sai da minha mente. Eu acordo pensando em você, faço tudo pensando em você, durmo pensando em você. Você é a menina da minha vida. E eu te amo!
Jesamine: Me solta, menino. Você não tem noção de nada, né! Pai! (ela geme!)
Luís Otávio: Não tenho noção das coisas, porque você me faz delirar. Por favor, Jesamine, aceita o que eu lhe disse.
Jesamine: Você está me deixando super sem graça. Eu nunca mais quero te ver...
==Atenção! Estamos chegando ao final da história! Não perca os últimos capítulos! Sempre às terças-feiras!==

Nenhum comentário:

Postar um comentário